Amsterdam, uma das cidades mais antigas e historicamente mais lindas do mundo também tem um pouco de história erótica para lhes oferecer. Foi com essa ideia que me vi envolvido por tudo o que cerca a cidade.

Erotic Museum_4396

O museu erótico está localizado em um antigo armazém no meio do distrito da luz vermelha, com um neon sempre iluminado acima da entrada, que diz “Erotic Museum”. Praticamente uma zona de meretriz.

Erotic Museum_4399

Fui recebido por uma garota típica holandesa em uma bicicleta muito especial e fui transportado para um mundo de objectos de prazer, pinturas, gravuras e desenhos animados divertidos.

No interior, uma exposição sobre o Red Light District, um quarto de prostituta com uma figura de cera da menina que trabalha dentro. Essas são só algumas atrações. Fiquei um pouco “mais culto” na história do sexo. Há neste museu alas dedicadas ao sado masoquismo, fotografia, ilustrações, literatura  e expressão artística.

Além disso, há nesse museu  uma coleção das velhas fotografias eróticas, uma interessante série de litografias de John Lennon e uma coleção compacta de arte erótica.

Em uma sala separada com paredes pintadas como em um jardim de infância, uma projeção da animação “Branca de Neve e os Sete Anões”, mas em uma versão, que nunca poderia ser exibida em qualquer um dos parques da Disney.

Se eu gostei, claro que sim. Mas me senti um pouco constrangido em ir sozinho, pois me lembrou aqueles velhos “safados” que vão nas sessões pornôs das locadoras de filmes.

Erotic Museum_4467

Para encerrar a visita, não esqueci de comprar um “souvenir” de lembrança no sex shop do museu: um kit “fetiche feliz” com máscara, chicote e algemas. Só falta usar.

 

Seguro viagem geral

Deixe uma resposta